Como escolher um nicho para o seu negócio online

Como escolher um nicho para o seu negócio online

Uma etapa muito importante para quem deseja criar um negócio na internet é a escolha do nicho de atuação.

Infelizmente isso é necessário pois é muito difícil, senão impossível, criar um produto ou serviço capaz de atender a qualquer tipo de público. Além disso existe uma vantagem em conseguir atender um nicho específico.

Ao definir o seu nicho você pode focar em um público que tem maior chance de consumir o seu produto ou serviço e, assim, aumentar a conversão e o rendimento dos seus esforços.

Um produto que não tenha público definido, porém, tende a ter maior dificuldade de conseguir mercado e todos os esforços são dirigidos de forma genérica, ou seja, você irá fazer esforços de marketing para um público amplo, aumentando seus custos sem, no entanto, aumentar as chances de resultado.

Portanto, você já deve ter compreendido a a importância de definir o seu nicho, determinar o público-alvo do seu produto e, assim, você irá traçar as estratégias que deverá utilizar para convencer esses potenciais clientes a comprarem o seu produto.

O que é um nicho de mercado?

Você sabe o que significa nicho de mercado? Talvez você já tenha ouvido falar muitas vezes sobre esse conceito, mas se não sabe ainda do que se trata vamos a ele.

Um nicho de mercado é a representação de uma parte do público geral que possui interesses e perfis semelhantes.

Essa audiência costuma estar sempre em sites ou locais parecidos, se interessar pelos mesmos produtos e até mesmo ter uma faixa de renda semelhante.

Por exemplo, o nicho de produtos orgânicos visa atingir as pessoas que, preocupadas com a alimentação e o constante uso de agrotóxicos nos alimentos naturais, se interessa por consumir produtos com produção natural, sem o uso de aditivos ou conservantes.

Esse porém, é um nicho bastante amplo. Dentro desse nicho, existem outros nichos mais específicos que podem ser explorados, como sucos orgânicos, saladas orgânicas ou refeições orgânicas.

Assim, a partir da definição de nichos, você poderá trabalhar na definição da persona, e, assim, definir a sua estratégia de marketing, compreendendo a exploração de novos mercados, a atuação sobre segmentos com pouca atenção ou concorrência.

Assim, grandes empresas, por terem uma estrutura maior e gastos maiores com publicidade podem buscar atingir todos os tipos de público, porém, empresas menores devem focar em um público mais restrito, de forma que consigam aumentar a efetividade dos seus esforços.

Tipos de nichos de mercado

 

Tipos de nichos de mercado

A essa altura você já entendeu a importância de ter um nicho de mercado para o futuro do seu negócio.

Mas, para que você consiga escolher um nicho que atenda aos seus critérios, é necessário conhecer os diferentes tipos de segmentação de mercado. São as seguintes: geográfica, demográfica, psicográfica e comportamental.

Segmentação geográfica

Esse nicho é baseado na localidade do público-alvo. Geralmente, essa segmentação atende muito bem a negócios locais ou regionais que buscam atrair clientes de uma determinada localidade geográfica.

Porém, essa segmentação pode ser mais ampla do que simplesmente um bairro ou cidade, podendo compreender estado, país ou continente.

Contudo, como cada caso deve ser analisado de forma independente, para entender seu mercado é necessária uma pesquisa maior sobre o público-alvo potencial dos seus serviços.

Segmentação demográfica

A segmentação demográfica leva em conta características do público para definir sua atuação. Algumas das características mais comuns de segmentação demográfica são: idade, gênero, renda, grau de instrução e religião.

Tais informações são muito importantes para definir os hábitos de um público e, dessa forma, influenciar nas decisão de compra de um indivíduo.

Algumas dessas informações também serão relevantes para determinar qual a linguagem correta, isto é, de que forma você irá se comunicar com esse público para ter maior desempenho.

A forma como uma empresa se comunica com jovens é diferente da linguagem necessária para se comunicar com idosos. Isso também é verdade quando se trata de renda, sendo clientes de alta renda e clientes de baixa renda abordados de maneira diferente.

Segmentação Psicográfica

Essa segmentação trata de características mais psicológicas, como estilo de vida, valores e crenças, além da personalidade de cada indivíduo.

Essas campanhas costumam ter como alvos atingir individuos que compartilham de uma mesma crença ou ideologia, ou aqueles que possuem um determinado estilo de vida ou necessidade.

Exemplos dessa abordagem são os produtos veganos, que são destacados nas gôndolas de supermercados ou os alimentos sem lactose, que são voltados para aqueles que não podem ingerir produtos lácteos comuns.

Segmentação Comportamental

Esse tipo de nicho foca em segmentar consumidores pelo comportamento de consumo de cada um deles.

Para essa segmentação são utilizados dados como o histórico de compras de um cliente, que diz o tipo de produtos que alguém costuma adquirir e também torna mais fácil entender qual tipo de produto interessa ou pode interessar a um cliente, aumentando as chances de conversão.

Nesse nicho, o público costuma buscar produtos que agreguem mais valor à sua vida, como delivery, que ajuda a poupar tempo e dinheiro e é muito cômodo para quem deseja receber seus produtos em casa.

Como escolher um nicho de mercado

É imprescindível que, antes de selecionar o produto ou lançar um negócio você tenha definido o mercado que deseja atuar.

Após a escolha do mercado de atuação, você deve buscar um posicionamento segmentado dentro desse mercado para que o foco em um determinado público aumente o resultado dos seus esforços.

Essa decisão, porém, deve ser feita com muito cuidado, visto que o público que você irá focar deve ser exatamente o tipo de público que consome seu produto ou você não terá os resultados necessários.

Para ajudar você na tomada dessa decisão, separamos um passo a passo para você desenvolver seu projeto e escolher o nicho certo para ele.

1. Liste as áreas que você possui conhecimento ou domina

Para começar, você deve pensar em áreas que você se interessa ou gosta de atuar. Isso é de suma importância, especialmente no meio digital, já que você deverá estar em constante contato com essa área e se aperfeiçoando para manter o seu nível de conhecimento e serviço.

Porém, se você não gosta da área que escolheu atuar, ficará mais difícil de seguir se aprimorando e estudando, já que a falta de interesse desmotiva a continuidade do negócio.

Portanto, listar suas preferências é crucial para escolher o mercado mais interessante para que você inicie seu negócio. Após isso, reduza essa lista para atividades que você realmente se destaca.

O importante aqui é que você entenda que nem sempre o assunto mais interessante para você seja o mais indicado para você começar.

Se você já atuou ou atua na área que parece mais promissora, isso é importante para validar seus conhecimentos diante do mercado consumidor e validar sua credibilidade.

Você também precisa ter certeza de que a sua mensagem será recebida da forma esperada e que o seu método, isto é, o produto que você vende, de fato funciona. Isso é crucial para o desempenho futuro do seu negócio e o estabelecimento da sua imagem.

O nicho mais interessante para você deve surgir no cruzamento dos seus interesses e experiências.

2. Aumente suas possibilidades

As habilidades que você listou no passo anterior devem ser utilizadas para encontrar o mercado que você atuará e, a partir daí você irá começar a procurar seu nicho.

O nicho que você irá esolher deve, de preferência, ter afinidades com as habilidades que você selecionou.

Mas, para aumentar a quantidade de nichos possíveis, você pode pensar em pesquisas que você fez e que não tiveram resultados satisfatórios, ora por não existirem artigos sobre o tema ora por não haver profundidade nos artigos encontrados.

A grande vantagem disso é que você poderá encontrar palavras chave e nichos ainda inexplorados pela concorrência e portanto pode valer a pena investir neles.

Essas palavras chave são os termos mais usados para realização de pesquisas nos mecanismos de busca, visando encontrar informações sobre um tema específico.

Agora imagine-se sendo o único a tratar de um assunto importante de forma completa e satisfatória, qual seria o tamanho do mercado que você pode conquistar e explorar?

As palavras chave podem ser genéricas ou head tail ou ainda, mais específicas ou long tail. As últimas ajudam a identificar mais facilmente a vontade dos usuários.

3. Avalie a Oferta x Procura

Nesse ponto você já deverá estar analisando o mercado e o segmento que você deseja atuar, ou nicho.

A primeira coisa que você deve buscar é se há demanda para o mercado onde quer se estabelecer. O principal motivo é que você não deve entrar em um mercado sem demanda, ou seu negócio já começaria fracassado.

É importante que você também veja os movimentos da concorrência, para determinar quais soluções oferecidas atendem o seu mercado e quais brechas você pode explorar.

O primeiro passo é buscar as palavras chave no Google, para descobrir a oferta e quantidade de resultados nas palavras pesquisadas.

A seguir, use o Google Keyword Planner para determinar a quantidade de buscas e assim determinar a demanda do assunto pesquisado. Outras ferramentas que você pode utilizar são o Keywodtool.io e o SEMrush.

O melhor dos mundos é encontrar um nicho com alta demanda e pouca competição, o que embora não seja fácil, é bastante recompensador.

4. Tendências

A busca por determinados tipos de soluções é perene, como soluções para emagrecimento, renda extra, trabalhar em casa, produtividade, entre outros assuntos.

Esse tipo de produtos possui uma tendência e constância bastante grande, tanto de oferta como de procura.

Por isso, nem sempre entrar em nichos como esses pode ser uma boa ideia, pois você estará concorrendo com produtos e profissionais muito mais estabelecidos.

Uma ferramenta que pode ajudar você a se posicionar no mercado com sugestões de palavras chave com alta demanda e que você pode usar para avaliar a oferta é o Ubersuggest, que utiliza dados de busca reais para sugerir palavras chave ideais para o seu negócio.

Outra ferramenta do Google que pode ajudar você a entender e acompanhar tendências é o Google Trends.

5. Analise a competitividade da sua solução

 

Analise a competitividade da sua solução

Agora você deverá analisar o quão competitiva a sua solução é para os clientes do mercado que você escolheu, o quanto o seu produto se destaca dos seus concorrentes pela efetividade e real solução de problemas.

Você também deve entender que o seu produto pode ser mais indicado para um segmento específico do mercado, não atendido com eficiência pelas soluções mais comuns. Esse posicionamento deve ajudar você a definir se o nicho escolhido tende ou não a ser a melhor escolha para o seu negócio.

Pesquisa a sua concorrência, busque entender como eles operam e sua relação com clientes. Procure brechas no mercado para inserir seu produto de forma a evitar competir com marcas estabelecidas.

6. Foque no seu público

O seu público, definido muitas vezes através da persona, que é o comprador ideal para o qual o seu produto é desenhado, deve ser o foco do seu negócio.

Portanto, não busque atender e solucionar o problema de todos, foque no seu público e em suas necessidades, de forma que você possa trazer o melhor resultado possível para eles.

Assim você conseguirá construir a sua imagem, estabelecer a sua marca e aumentar a sua influência e reputação na área escolhida.

Logo, você deve definir e criar formas de divulgar o produto para esse público ideal, reduzindo custos com marketing e aumentando a eficiência dos seus esforços.

Busque ser específico na sua segmentação. Assim você conseguirá atingir seus clientes de forma mais assertiva aumentando as chances de realizar vendas.

7. Testes

Por fim, após a escolha do seu nicho, você deve testar o potencial da sua ideia no mercado. Para isso você deve preparar um modelo inicial de produto, ou MVP de Minimum Viable Product, do inglês, Produto Mínimo Viável.

Esse MVP é a versão inicial do seu produto, uma espécie de protótipo, que irá ajudar você a entender melhor o seu mercado e avaliar a aceitação dos consumidores. A vantagem desse teste é a redução de custos e a facilidade de implementação.

Você pode oferecer um trial do produto ou uma versão de testes, cadastrar usuários para avaliar seu produto ou curso e então observar e colher os feedbacks dos testes.

Com esses comentários você poderá aprimorar o produto e visualizar a recepção do mercado às soluções que você oferece.

Conclusão

 

Nicho de mercado

Ter um nicho para o seu negócio é importante por muitos fatores, especialmente pelo posicionamento e menor concorrência.

Por isso, você deve posicionar seu produto da maneira mais inteligente possível antes de lançá-lo.

Portanto, use as dicas desse artigo para iniciar os seus primeiros passos no mundo digital e no posicionamento do seu produto.Eu fiz um ebook explicando passo a passo para você escolher seu nicho, clique no banner abaixo e baixe gratuitamente, também fiz um vídeo explicando tudo, pode conferir.

como escolher seu nicho ideal

Mas, você ficou com alguma dificuldade ou dúvida sobre como escolher seu nicho ideal ou qualquer outro assunto de Marketing Digital? Deixe um comentário ou mande um email para [email protected] e ficarei muito feliz em responder.

Forte abraço,

Gilberto

Sobre o Autor

0 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Este site utiliza Cookies e Tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência. Ao utilizar nosso site você concorda que está de acordo com a nossa Política de Privacidade.