Como criar uma lista de emails em 5 passos

Como criar uma lista de emails em 5 passos

Construir uma lista de e-mails é fundamental no marketing digital e nas vendas virtuais. Atualmente, quase todos os mecanismos de vendas utilizam algum tipo de e-mail marketing e por isso capturar a lista de e-mails de potenciais interessados nos seus produtos e serviços é essencial.
Conseguir tráfego para o seu site é uma tarefa muito árdua e demanda dedicação e tempo. Logo, permitir que os seus visitantes apenas entrem, vejam o seu conteúdo e saiam não é a melhor maneira de realizar vendas. Por isso, é muito importante capturar e-mails e então utilizar essa lista como ferramenta para as suas vendas.
Mas porque o e-mail ainda é tão importante? Primeiro porque 9 em cada 10 internautas possuem e-mail, isso significa que quase todo mundo pode ser atingido por e-mails. Segundo, porque a maioria desses também verifica o e-mail várias vezes por dia, aumentando a chance de a sua mensagem ser lida.
Mas como criar uma lista de e-mails para usá-la como base de clientes e aumentar seu potencial de vendas pela internet? Isso é o que você verá nesse artigo.
Passo 1: Construa a sua própria lista de e-mails, não compre uma.
Compra de lista de e-mails não é uma estratégia efetiva, primeiro porque quando você compra e-mails você pode estar comprando uma lista falsa ou com muitos e-mails que não são mais utilizados. Segundo, porque as pessoas a quem você irá mandar e-mails não conhecem você, seu site ou produto. Isso significa que você pode não vender nada com a compra desses e-mails e ficar inteiramente no prejuízo.
Outra coisa muito perigosa para essa estratégia é o SPAM. Os servidores de e-mails gratuitos atuais reconhecem alguns envios como SPAM e enviam direto para a caixa de SPAM sem que a pessoa sequer saiba que você mandou um e-mail para ela. Outro problema é que, quando seu e-mail é reconhecido como disparador de SPAM por sistemas de e-mail você pode entrar em uma lista negra, o que significa que mesmo que você envie para uma audiência construída seu endereço pode ser considerado de SPAM e alguns e-mails não serem entregues corretamente ou mesmo bloqueados pelos servidores.
Passo 2: Tenha um bom sistema de gerenciamento de lista de e-mails
Existem muitos sistemas de gerenciamento de e-mail marketing atualmente e esses são muito importantes porque neles você guarda os e-mails capturados e pode iniciar suas campanhas de vendas. Algumas soluções, como o Mautic são gratuitas para pequenos negócios, você começa a pagar quando a sua lista começa a crescer.
Passo 3: O porque os seus clientes devem entrar na sua lista de e-mails
Você precisa dar algum tipo de incentivo para que o seu cliente escreva o e-mail e concorde entrar para a sua lista. Geralmente esses incentivos são conhecidos como iscas digitais.
Iscas digitais nada mais são do que presentes ou brindes digitais que você oferece a um possível cliente em troca de seu e-mail. Geralmente esses brindes devem estar conectados ao produto ou serviço que você oferece, visto que o seu cliente potencial se interessa por aquele assunto, oferecer um aperitivo pode ser uma boa chance de despertar a vontade de comprar.
E-books, checklists, vídeos, palestras, algum conteúdo interativo ou qualquer tipo de produto informativo que você puder disponibilizar também contribuem para criar a sua imagem como a de um conhecedor profundo do mercado. Isso também pode ajudar a hora da compra, afinal, quem não deseja aprender algo com um especialista do setor?
Esse aperitivo não precisa ser longo, afinal, você quer que o seu cliente tenha vontade de conhecer mais e compre o que você está oferecendo. No final dessa isca, você pode oferecer um link com “condições imperdíveis” para o seu produto e assim conseguir vendas direto com quem usou sua isca.
Para quem é afiliado, uma estratégia que pode ser bem sucedida é: Compre o produto que você vende e use algum atrativo dele, algum bônus ou algum vídeo, artigo em pdf, etc.
Caso você tenha dúvidas de como começar um negócio online ou tem a ideia, mas não a plataforma, recomendamos fortemente a RTHosting.com.br para a hospedagem do seu blog, caso você não tenha provedor ainda.
Passo 4: Como capturar esses e-mails
Sabedor dos passos anteriores, agora vamos ao principal, a captura em si dos e-mails. Para captura-los você precisará oferecer as suas iscas digitais em um lugar conhecido como página de captura ou landing page. Nessa página você oferecerá a sua isca e para o seu cliente ter acesso a ela, precisará preencher o campo de e-mail.
Outra forma comum de capturar é por meio de pop-ups em sites e blogs. Você pode oferecer a sua isca sendo que o seu cliente precisa escrever o endereço de e-mail para ter acesso ao conteúdo.
Após o seu cliente digitar seu e-mail a isca digital deve ser enviada para o e-mail e você pode redirecionar o seu cliente para o produto que você está vendendo de forma imediata. Essa é uma boa estratégia, pois este estará mais engajado em saber mais sobre o produto, estando mais propenso a comprar.
Passo 5: Crie um bom relacionamento com o seu futuro cliente
Quando você capturar um e-mail, não se esqueça de enviar a isca prometida. Procure também, automatizar um esquema de mensagens para que seu cliente receba no seu e-mail em torno de 5 mensagens enviadas, uma por dia, de forma a se apresentar ao seu cliente e criar a afinidade. Com o cliente conhecendo você melhor, você pode reduzir o número de e-mails, para manter o relacionamento sem inundar a caixa de e-mails.
Essas mensagens podem ter um conteúdo educativo, logo, explique ao seu cliente na primeira mensagem o que você vai ensinar nos seguintes e-mails. Essa tática cria ansiedade no cliente em aprender o conteúdo que você está prometendo. Não deixe de falar quem é você e explicar como você adquiriu seu conhecimento, contando uma história, algo que todos nós gostamos.
No seguinte e-mail você pode falar um pouco mais da sua história, lembre-se de não contar tudo em um e-mail só, pense como um diretor de série não de filme, e apresente um produto que pode ajudar a resolver o problema do seu cliente, como ele resolveu o seu. Caso você não tenha uma história sua, você pode contar a história de alguém que você conheça e que reforce a eficiência do produto que você está vendendo, afinal também é muito mais comum as pessoas comprarem quando há respaldo de outras pessoas.
Nos e-mails seguintes, terceiro, quarto e quinto, você pode fazer assim: terceiro e quarto, envie um artigo sobre um assunto relacionado ao seu nicho, “como resolver esse problema” ou “como evitar esse erro” ou ainda “X coisas que você não deve fazer para…”. Esses e-mails devem cumprir parte do seu cronograma descrito no primeiro e-mail, de coisas que você pretende ensinar ao seu cliente. No quinto e-mail você envia uma mensagem de vendas de um produto relacionado ao nicho que você está. Você pode associar esse produto aos e-mails anteriores, como “saiba mais sobre como resolver esse problema” ou “se você quer saber como se faz para…esse produto pode te ajudar”.
Fique ligado nas próximas postagens que estamos sempre indicando formas de como melhorar o seu negócio online se você já tem um ou como começar o seu negócio da melhor forma.
Se você tem alguma dificuldade ou alguma dúvida sobre qualquer outra questão no Marketing Digital? Deixe um comentário ou mande um email para [email protected] e ficarei muito feliz em responder.

Forte abraço

Gilberto

Sobre o Autor

0 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Este site utiliza Cookies e Tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência. Ao utilizar nosso site você concorda que está de acordo com a nossa Política de Privacidade.